ESTAMOS DISPONÍVEIS

TELEFONE

(+351) 211 582 197

EMAIL

info@placemaker.pt

RECURSOS
Info Tecnica

RECURSOS

Info Tecnica

Feng Shui

Descubra como a decoração da sua casa pode influenciar o equilíbrio de energias que a rodeiam.

Através dos ensinamentos do Feng Shui, pode equilibrar as energias, boas e más, o Yin e o Yang, e dar um rumo positivo ao seu destino. No fundo é criar as condições para estar rodeada por forças “facilitadoras”.

 

Preparar a casa

O Feng Shui atua desde a construção da casa, à decoração, cores, disposição dos objectos e das divisões. Mas antes de mudar o mobiliário ou de pintar as paredes, liberte-se do que não utiliza em casa, incluindo roupa e sapatos, papeis e tudo o que não lhe faz falta. E mais, lâmpadas, torneiras, utensílios, eletrodomésticos, devem estar a funcionar. Se não, repare-os. Substitua os objectos partidos e os pratos lascados, deite-os fora. A ordem é acabar com a desordem: casa limpa e arrumada, armários, roupeiros, gavetas. Não bloqueie a energia, deixe-a fluir.


Hall de entrada

O tamanho da porta deve ser proporcional ao da casa e se a porta for atrativa vai encorajar as boas energias a entrar. O caminho deve estar livre e a porta desbloqueada – se estiver partida ou perra trate o quanto antes de a reparar. A porta de entrada deve ter, pelo menos, dois metros de espaço até à parede mais próxima e não deve ter logo à frente um espelho (pode ser colocado de lado). A entrada deve dar para a divisão com acesso às outras divisões da casa. Assim, o hall vai receber a energia e depois distribuí-la pelas divisões seguintes.

Por isso, a porta da entrada nunca deve abrir diretamente para a sala. Se não tiver outra opção, coloque um biombo a dois metros da porta – para abrandar as energias que entram na casa – e uma planta em frente. Esta forma de bloquear a energia também pode ser utilizada se a porta de entrada seguir em linha reta até à porta dos fundos ou até uma grande janela (impede que a boa energia flua pela casa e saia diretamente pela porta ou janela). Finalmente, se viver no fim de um grande corredor, ou em frente às escadas ou elevador de um prédio, coloque uma planta junto à entrada para abrandar o fluxo de energia. Caso contrário, a boa energia vai fluir pelo corredor, escadas ou elevador.

A sala de estar deve estar separada das restantes divisões da casa, deve ser fresca e usada – não deixe a sala para ocasiões especiais, no caso de ter uma sala secundária. Quando uma divisão da casa não é utilizada acumula energia estagnada, o que causa desequilíbrio.


Iluminação

É uma divisão que deve ter uma luz direta e incidir sobre a mesa, pois a iluminação favorece o diálogo. E se for um candeeiro de cristal proporciona abundância de energia.


O mobiliário

Para sentir privacidade e segurança, os sofás devem estar voltados para as paredes sem janelas. Se for o caso, coloque cortinados nas janelas. Deve evitar que a mesa se torne num depósito de objetos. Os revestimentos do chão e das paredes muito frios, como azulejos, também devem ser evitados. Opte por mesas redondas, ovais e octogonais, com as retangulares ou quadradas vão existir ângulos retos a separar as pessoas – ou então tente encontrar uma com cantos arredondados.


O decor

Deve colocar quadros e fotos nas paredes que sejam agradáveis, o mesmo se aplica à mobília. Se quiser ter um grande espelho em casa, a sala de jantar é um dos melhores espaços: “reflecte” abundância, ao “duplicar” a comida e garante boa energia. Mas atenção, o espelho não pode ser colocado de forma que pareça que “corta” a cabeça das pessoas, nem deve ser formado por vários quadrados de espelho. Pode colocar plantas na sala de jantar, mas nunca cactos. Uma chamada de atenção para as lareiras, que não devem ser abertas – deve cobrir a abertura com um vidro ou outro material para a boa energia não fugir.


A cor

O vermelho deve ser utilizado em ambientes como a sala de jantar ou de estar, promove a interação e está relacionado ao elemento Fogo.
O branco é cor a utilizar em toda a casa sem restrições.
 

Fonte: Happy Woman, Julho de 2011, Texto por Carla Azevedo
 

Topo